quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Era uma vez uma princesa feliz para sempre


Já imaginou se as princesas da Disney fossem incluidas à nossa realidade? Foi o que uma fotógrafa resolveu fazer. Mas o problema é que nem todas tiveram um final feliz.
Era uma vez... Viveram felizes para sempre. Não importa o que acontece no meio: contos de fadas sempre começam com essas três palavras para serem encerrados com as outras quatro. Nos mundos fantásticos em que vivem, belas mulheres de bom coração sempre se apaixonarão por príncipes tão egoístas que se tornaram animais, elegantes filhas de marajás jurarão eterno amor a pobres ladrões, e todos os homens serão pacientes o suficiente para aguardar que suas donzelas despertem/parem de cantar/esqueçam o sapato/escovem suas quilométricas madeixas. É assim que tudo acontece. Por lá.

Mas e se tais personagens fossem extraídos de seus mundos perfeitos e trazidos para a realidade da primeira década do século XXI? Seriam as damas bem sucedidas cantoras ou eternas sonhadoras? Como sobreviveriam sem a ajuda de fadas madrinhas? Foi o que pensou a fotógrafa Dina Goldstein. Inspirada pelo interesse de suas filhas pelas famosas princesas da Disney, ela, cujo crescimento se deu em outro país longe dessa tradição onírica, decidiu por retratar algumas das situações cotidianas pelas quais as princesas – e seus respectivos príncipes encantados – teriam que passar caso vivessem no mundo real.

Nenhum comentário: