quinta-feira, 17 de setembro de 2009

“Enquanto escrevo esta carta, mando meu amor pra ti…”

“… lembre-se que eu sempre
estarei apaixonado por você…”
The Beatles – P.S. I Love You
Antes, você não via a hora do final de semana chegar e poder gastar um tempinho ao lado do seu garoto. Agora, você adora os dias de semana e começa a ficar com aquele sentimento de angústia quando a sexta-feira vem chegando e a hora de se encontrar com o gato se aproxima. Se isso está acontecendo, é hora de rever um pouco os seus sentimentos. Afinal, (quase) nada nessa vida dura para sempre…
Um dos primeiros sintomas que alguém sente quando ‘deixou de gostar de alguém’ é o desinteresse crescente em relação à vida da pessoa. Caso você não queira mais saber o que ele faz, não espera uma ligação no final da noite e até deixou de fuçar nos scraps do Orkut dele, provavelmente é que aquele encanto que rolava no início da relação passou e você está começando a desencanar do garoto. Mesmo assim, isso não quer dizer que você não goste mais dele, não.
Na dúvida, não faça nada precipitado. Respire, pense o quanto tal pessoa te faz feliz e avalie novamente a relação. Sobe um friozinho na barriga quando o celular toca e você vê que é aquele número? Você fica desesperada quando o garoto fica online e espera ansiosamente por um mero “oi”? Antes de sair de casa, você pensa em se vestir do melhor jeito para agradar aos olhos do menino? Então não se preocupe, a relação pode ter esfriado um pouco, mas o sentimento ainda não morreu.
O sofrimento é um dos melhores “apontadores de final de relação“. Todos sabem que amar alguém não é fácil, você vive sofrendo por ciúmes e medo de perder a pessoa querida. Se, algum dia, você perceber que já não rola mais isso, então é hora de conversar. O ciúmes marca – quando não doentio – o desejo de alguém perante o outro. Se você ama mesmo alguém, com certeza rola, mesmo que pouco, esse sentimento. É uma maneira de você tentar proteger o que é seu. Quando você deixa de sentir ciúmes, é que já não há mais necessidade de frisar essa proteção.
Geralmente, quando estamos apaixonados, o outro se torna prioridade em nossa vida. A gente sempre acaba colocando-o em primeiro lugar nas nossas atitudes. Por exemplo, você viu que vai estrear aquele filme que você tanto quer ver. Quem é a primeira pessoa que vem à sua cabeça para te fazer companhia? Seu namorado? Então você provavelmente ainda gosta dele e quer muito estar ao seu lado. Sua amiga? Tudo bem, todo mundo precisa dos amigos para se divertir. O primo da sua amiga que você odiava? Xiii…
Basicamente, você simplesmente sabe quando deixa de gostar de alguém. Porém, percebi esses dias que existem algumas meninas que ficam nesse dilema por sentirem falta de alguém específico. Particularmente, eu acho que só sentir falta não é o bastante para se gostar. A pessoa pode te fazer bem de vez em quando e, por isso, você sente falta. Mas quando se gosta realmente, ela deixa de ser uma “falta” e se torna “necessidade“.
Mas e você, já se “desapaixonou” por alguém algum dia?

Nenhum comentário: