quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Guia de etiqueta para quando sair de balada com o namorado

“Crééééu, crééééu”. Sair para a balada e levar o namorado na mala é sinônimo de confusão na certa. Os problemas podem ser variados: olhares perdidos, pessoas indesejadas, amigos odiados, xavecos, sensação de insegurança, ciúme etc. e tal. O ideal é, caso você namore, pensar duas vezes antes de ir para a balada. Se tiver que arrastar o namorado, então pense três. É tudo por sua conta em risco, afinal, você pode ter de ir ao banheiro e, quando voltar, vê-lo dançando na velocidade cinco da “Dança do Creu” com qualquer outra mulher, seja lá a fruta que ela quiser ser. E por que não criar um guia de etiqueta para os pombinhos baladeiros?
Para evitar situações chatas, conversem bastante antes de ir e combinem que vocês não irão brigar. Mesmo se estiverem um pouco ‘altinhos’, falem caso alguma coisa os incomodarem. Lembre-se que balada não é o lugar de discutir o relacionamento, vocês estão ali para se divertir, espairecer um pouco e se curtirem melhor, acima de tudo.
Agora, preste bem atenção: você está na balada, lugar de gente arrumada, toda montada, com muita maquiagem pra tirar as espinhas, olheiras e imperfeições e aonde as meninas vão com os melhores decotes e as piores saias. É claro que o seu namorado vai olhar tudo isso! Pensa bem, tem algum problema em olhar as pessoas? Ele não está fazendo mal a ninguém, é só um tremorzinho na atenção. E aposto que você também fica olhando os menininhos de skinny por lá. Não o culpe, olhar não arranca pedaço.
Seguindo, faz de conta que você é superpopular e já ficou com alguns muitos garotos. Daí vai para a festa e todo mundo vem te cumprimentar, seu namorado, sem conhecer ninguém, fica com aquela cara de paisagem e é claro que você vai ter de dar alguma explicação para ele. Conte a verdade. Vai ser bem estranho e ele pode – com todo o direito, né? – se chatear um pouco, mas depois passa. É só você mostrar que aquilo tudo é passado, depois, seu amor é todinho dele.
Só não faz barraco na balada não, tá? Ninguém merece. O ideal é não ficar olhando essas coisas, é ter atitude e fazer algo. Senão depois vocês vão discutir e, nesses casos, só probleminhas passados irão aparecer, já que ninguém vai ter um argumento melhor do que o do outro para definirem a discussão.
Para finalizar, não exagere na dança. Comporte-se, abrace o seu namorado, dê muitos beijos e, antes de ir embora, agradeça a companhia e diz que o ama. Pronto, a balada perfeita.
Já aconteceu alguma coisa muito ruim com você e seu namorado na night? Conta nos comentários!

Nenhum comentário: