quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

O que eles mais gostam (e mais odeiam) nas mulheres


Decidida. Inteligente. Agradável. Discreta. É desta forma que cinco homens - modelos e atores - sintetizaram a mulher ideal. E a jornalista Cláudia Matarazzo, autora do guia Amante elegante, Um Guia de Etiqueta a Dois, acrescentaria mais uma qualidade da mulher ideal: elegante.


Nos tempos do “pós-feminismo”, em que trabalhar e lutar com a mesma garra que os homens já são coisas normais para (quase) qualquer mulher, como agir quando o assunto é relacionamento? Será que ela deve ser tão incisiva quanto seria numa reunião de negócios? Afinal, o que eles gostam e não gostam no comportamento da mulher moderna?

O modelo Alex Eckschmidt, por exemplo, dá o tom para a mulher moderna: “ela deve ser direta sem ser vulgar”. Alex dá nota 10 as mulheres que conseguem ser sensuais e bem humoradas sem que isso implique em chamar toda a atenção para si (e causar constrangimento). “Por isso acho que eu prefiro as mulheres que beiram os 30 anos. São resolvidas e não têm meias-palavras”, contou o modelo.
Já Cláudia Matarazzo dá mais dicas: se portar como uma deusa, em cima de um pedestal, nem pensar. Agradecer a cada favor, gentileza ou presente é fundamental. Pontualidade é uma qualidade, e não defeito. O homem não deve esperar por ela (e nem ela esperar por ele). Por fim, poucos são os homens que ainda se interessam pelas mulheres “boneca”: frágeis, bobinhas e indefesas.
Novamente, Alex dá dica para a mulher moderna: “odeio quem fica pedindo para que todos os problemas sejam resolvidos pelo namorado”. O modelo Cássio Reis concorda com Alex: “acho horrível quando uma mulher quer alguma coisa e não toma atitude”.

Nenhum comentário: