segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Dicas para arrumar um namorado


Cansada de ser solteira? Conheça as atitudes que afastam possíveis pretendentes e saiba como arrumar um namorado já.

Apatia x Iniciativa

Os homens já não estranham mais as mulheres que tomam a iniciativa na paquera. Alguns até preferem! Mas cuidado para não parecer uma "caçadora", porque essas assustam. Vale puxar assunto, tocar em seu braço, abusar do "olho no olho" e jogar charme. Se está solteira, por que agir como se não estivesse?

Rancor x Bom humor

Encare os fatos: ninguém gosta de ouvir uma reclamação atrás da outra, especialmente numa balada. Além disso, mesmo que tenha vida complicada, gente bem-humorada é muito mais interessante do que pessoas que resmungam o tempo todo. Portanto, controle sua vontade de desabafar. Deixe isso para um bate-papo com as amigas.

Baixa x Alta autoestima

Com que espécie de entusiasmo você espera conhecer um pretendente se está certa de que "todos os homens são iguais" ou de que "ninguém se interessa por você"? Ânimo, garota! "Chamamos este tipo de mulher de rosa com espinhos porque ela já se apresenta com o sistema de defesa armado", explica a terapeuta do amor Cláudya Toledo, diretora da A2Encontros. A solução? Trabalhar sua autoestima. Antes de mais nada, você precisa ter uma boa imagem de si mesma e obter a confiança necessária para atrair outras pessoas.


Esconder x Mostrar

Não, o príncipe encantado não vai bater na sua porta. Resista à preguiça e saia de casa agora! Ligue para seus amigos, seja criativa na escolha dos lugares e capriche no visual. Tente não sair em um grupo grande, o que geralmente assusta os homens. Também não fique sentada em um canto olhando para o vazio. Circule, olhe nos olhos, sorria.

Regras x Espontaneidade

Sabe aqueles pensamentos do tipo "não namore no trabalho", "espere que ele ligue primeiro" ou "não transe com um homem até, pelo menos, o terceiro encontro"? Esqueça deles por um tempo. A vida é muito curta para ignorar um colega que tem tudo a ver com você, aguardar ao lado do telefone uma ligação do paquera ou adiar algo que está louca para fazer só por causa de uma regra social criada sabe-se lá em que década. Seja mais espontânea!

Carência x Segurança

Comportar-se como uma solteira solitária e abandonada afasta os gatos. Quando carentes, podemos falar demais, exagerar nas armas de sedução e fazer coisas que nos causem arrependimento. Portanto, mantenha-se firme e segura, sempre.

Independência x Meiguice

Hoje uma mulher trabalha, estuda, cuida dos filhos, da casa, do corpo... ufa! Para dar conta de tudo isso, nós acabamos nos tornando um pouco mais "duronas". Independentes, não aceitamos mais certas coisas. E isso é uma enorme evolução! O problema é levar essa mesma armadura para uma relação afetiva. Não há mal nenhum em assumir o lado delicado e emotivo do casal ou em gostar de ser protegida de vez em quando. "As mulheres estão tão preocupadas em se assemelhar aos homens que esquecem de valorizar o que as torna especiais: sua feminilidade", diz Cláudya.

Forçado x Natural

A frase "o amor chega quando menos esperamos" faz um tremendo sentido. Uma coisa é se mostrar aberta a novas amizades e se divertir com flertes dos possíveis pretendentes. Outra é viver à procura de homem e só aproveitar programas se estes renderem "algum número de telefone". Saia com o objetivo de se divertir e concentre-se nas prováveis amizades que poderá fazer. Não foque sua atenção somente em "possíveis futuros namorados". Eles aparecerão.

Desleixo x Vaidade

"Homens são visuais", garantem Allan e Barbara Pease, autores de "Por Que os Homens Fazem Sexo e as Mulheres Fazem Amor" (Ed. Sextante, R$ 19,90). Por mais estonteante que seja a sua beleza interior, se seus outros atributos - os físicos! - estiverem escondidos sob uma aparência malcuidada, o rapaz provavelmente passará reto. Não se trata de ficar igual a uma supermodelo, mas uma roupa mais elaborada, maquiagem e cabelos arrumados certamente só ajudarão.

Vergonha x Ousadia

Achar-se tímida não é desculpa para se manter afastada do sexo oposto. Para ser bem-sucedida na paquera você precisa desligar o botão da vergonha. E daí se fizer papel de boba? Pior do que receber uma negativa de um gatinho é passar os sábados no sofá, infeliz porque "ninguém te ama!". Já parou para pensar quantos "nãos" um homem recebe para cada "sim" que escuta? E você não vê nenhum deles se escondendo do resto da humanidade por causa disso! Quando aprender a rir de si mesma e passar a se divertir com isso, acredite, será libertador. Comece aos poucos: que tal sorrir para aquele vizinho bonitão? Evolua para dizer um simples "oi" para um completo estranho e, quando menos esperar, já estará pedindo o telefone daquele amigo com quem sempre quis sair.

 

Nenhum comentário: