sábado, 6 de março de 2010

Você tem medo de um relacionamento sério?

Durante anos, o homem teve o monopólio da "fobia do relacionamento sério". Mas o que dizer sobre as mulheres que possuem essa fobia? Sim, mulheres! Agora são elas que emendam um romance no outro sem ter aquela vontade de juntar os trapos. Talvez você também possa ter a fobia de relacionamento sério, veja a seguir uma lista dos sintomas.

- Depois que a empolgação do primeiro romance passou você fica aborrecida com a maioria dos relacionamentos;
- Você tem o hábito de se envolver com homens complicados (casados, que namoram outra, moram longe ou são completamente diferentes de você no campo emocional);
- Possui uma longa e elaborada lista com os pré-requisitos que seu parceiro ideal deve ter;
- Você considera os relacionamentos das suas amigas casadas uma chatice;
- Você sai com mais de um homem ao mesmo tempo para evitar que se torne dependente.

Caso queira mudar, veja algumas dicas abaixo:

Aceite suas incertezas
Um dos maiores erros é pensar que qualquer incerteza é um sinal de que o relacionamento esta indo por água abaixo. Você pensa: "se eu estou tão confusa, isso significa que alguma coisa está errada". Mas indecisão e ansiedade são comuns no processo de envolvimento com outra pessoa.

Encare o fato de que não haverá um momento sequer na sua vida em que estará com 100% de certeza sobre o que deve fazer. Então, se você tiver 80% de certeza de que ele será um bom companheiro, não perca tempo com questionamentos.

Ação
Depois de determinado o parceiro, é hora de começar a agir. Tenha consciência, cuidado, mas não fique parada. Se não der certo, parta para outra. Afinal, reconhecer que ele tem 80% de chances de ser o par ideal ajuda a reduzir os riscos de um erro, mas não o elimina por completo.

Evite a bola de cristal
Se você está à beira de se tornar exclusiva de um único homem, é muito fácil entrar em pânico e questionar sobre o que você estará sentindo daqui um ano, cinco ou dez anos. Até porque, as pessoas mudam.

Como você saberá se irá sentir daqui cinco anos o mesmo que sente hoje? A resposta é: você não saberá. Não importa quanto tempo perca pensando no futuro, o fato é que não há garantia nenhuma de que as coisas irão funcionar.

Não importa quantos psicólogos ou astrólogos você visite, ninguém poderá dizer o que você deve fazer com sua vida ou o que vai ocorrer no futuro. Portanto, a melhor coisa a fazer é focar no presente.

Pergunte a si mesma: "eu estou fazendo o que eu quero nesse exato momento?". Se a resposta for sim (ou 80%), então vá adiante!

Pare de procurar defeitos
Cavar brigas, mudanças repentinas de humor, fazer com que seu parceiro sinta que ele sempre está errado são atitudes que podem promover o fim da relação.

Muitas de nós têm o hábito perfeccionista e por isso tentamos controlar todos os aspectos da vida a dois. E é claro, se você não estiver pronta para um relacionamento sério, ninguém será bom o bastante. Então, ou você aceita seu parceiro da forma como ele é ou desiste dessa relação.

Arrume espaço e tempo
Embora seja importante ter uma vida cheia de atividade, há mulheres que ultrapassam os limites.

Pode ser impressionante a enorme quantidade de amigos e os hábitos que você tem, mas se não tiver tempo na sua vida para um relacionamento, não fique surpresa se não der certo.

Se você é obsessiva com os cuidados com seu animal de estimação, trabalha demais, seu tempo é todo absorvido pelo seu filho, provavelmente não terá tempo e espaço para um comprometimento.

Serviço:
Este artigo foi escritor por Elina Furman, autora do livro Boomerang Nation, ainda sem tradução em português. Eliana disse que por anos sofreu da fobia de relacionamento sério, superou o problema e hoje vive com seu namorado em Nova York.

Nenhum comentário: