sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Verão: guia para cuidar dos cabelos

Muito se fala sobre os danos que o sol causa a pele, mas também não é novidade para ninguém que os cabelos sofrem e muito no verão. Diversas situações, relacionadas ao sol, acabam prejudicando os fios. O dermatologista Marcelo Bellini elaborou um guia e elegeu as situações em que os cabelos mais sofrem e como fazer com que eles passem ilesos por elas.Confira:Cabelos ao sol: a radiação solar pode causar cabelos quebradiços, mais frágeis, sem brilho, sem vida e com maior quantidade de pontas duplas. O uso de leave-in com fator de proteção solar e nutrientes como bio-restore, ceramidas, manteiga de karité, lunamatrix, manteiga de Illipê e lanolina ajudam a proteger os fios. Esses nutrientes revitalizam os fios, combatendo o envelhecimento precoce dos cabelos.
Cabelos ao mar - como protegê-los?: a água do mar é rica em cloreto de sódio, substância que abre demais as cutículas do cabelo, deixando o fio mais poroso. O resultado disso é uma perda maior de líquido na fibra capilar. Os cabelos perdem a maciez, ficam opacos e profundamente secos. Proibir o banho de mar é uma decisão muito radical, por isso, para proteger os fios é preciso:
- Tomar uma ducha de água doce de tempos em tempos e assim retirar o excesso de sal cabelos. Essa ação é necessária porque o cloreto de sódio presente na água deposita-se nos cabelos durante o período que a pessoa está praia. Este acúmulo resseca ainda mais os fios.

- Mergulhar com cabelo preso para diminuir o contato do cabelo com a água salgada.
- Usar chapéus e bonés para impedir a ação do sol sobre os cabelos (que já estão com resíduos de água salgada).
- Os cabelos com tintura necessitam de tratamento especial para que a coloração não dure menos tempo: hidratação intensiva e uso de leave-in são os cuidados essenciais. É necessário também recorrer a shampoos para cabelos tingidos que aumentam a fixação do pigmento ao fio.
- Utilizar leave-in antes de ir a praia.
Piscina: o cloro da piscina resseca intensamente os fios, gera mais pontas duplas, desidratação dos cabelos, perda de brilho, dá aspecto endurecido, retira a oleosidade natural e fica totalmente impregnado nos cabelos.
Para os cabelos mais claros ainda há um agravante: o aspecto esverdeado que surge após alguns dias de piscina. Não é o cloro que dá esse tom esverdeado aos fios, mas sim o sulfato de cobre que é utilizado no tratamento das piscinas, ele se liga a queratina do fio do cabelo e provoca a cor esverdeada. Para prevenir esse transtorno é necessário utilizar leave-in, o produto vai proteger os cabelos contra o contato do sulfato de cobre. Também como prevenção é importante utilizar shampoo anti-resíduo uma vez por semana.
Duas dicas caseiras para tratar o problema dos cabelos esverdeados:

- Misturar leite e água e aplicar nos cabelos.
- Passar vinagre de maçã nos fios.
Cabelos molhados e presos - um perigo!: após o banho, prender os cabelos molhados, é um grande erro. Depois da lavagem os cabelos estão fragilizados e mais sensíveis a quebra. Cabelos úmidos e presos podem gerar descamação e irritação do couro cabeludo o que acarreta dermatite e seborreia e como consequência queda dos fios. O ideal é secar os cabelos, modelá-los e depois prender. Os nutrientes que deixam o cabelo mais resistente à quebra são os mesmos que combatem a agressão dos raios solares: bio-restore, ceramidas, manteiga de karité, lunamatrix, manteiga de Illipê e lanolina.
Frizz: o frizz ocorre porque as cutículas capilares ficam mais abertas e enfraquecidas, com os fios mais porosos. Esse problema acontece com mais frequência nos fios de cabelos ondulados, onde a oleosidade não se distribui homogeneamente por todo o fio. Os ventos, água do mar e o sol agravam essa fragilidade dos cabelos. Para combater esse problema é muito importante:
- Ter cuidado no momento de pentear os fios: utilizar apenas pentes de madeira ou osso (com dentes largos) porque eles reduzem a eletrostática dos fios. Nunca utilizar pentes de plástico porque eles aumentam a quantidade de fios eriçados.

- Reduzir o uso de chapinha e secador.
- Atenção quanto ao uso abusivo de cremes e leave-in porque ao lavar para retirar o acúmulo de resíduos, os fios podem ficar ainda mais eriçados. O resultado será cabelos com aspecto oleoso, sem vida e muito pesados.
Leave-in: o uso correto do produto é em pequenas quantidades do produto. Alem disso devemos aplicá-lo do meio para as pontas (nunca passá-lo na raiz dos cabelos). O leave-in é um ótimo aliado porque faz a blindagem dos fios, protegendo o cabelo contra as agressões do sal, cloro e também do sol. Vale lembrar que não se deve aplicar o leave-in nos cabelos secos. O creme não é absorvido e os cabelos ficam opacos, pesados e oleosos.
Cabelos tingidos X verão: o desgaste da cor varia de acordo com o tipo de coloração escolhido: os tonalizantes duram menos tempo e as tinturas permanentes oferecem um período maior de fixação. Mas, em todos os tipos de coloração a sequência de lavagens modifica o tom da cor.
A escolha do shampoo é fundamental para os cabelos tingidos. É importante optar por versões exclusivas para este tipo de cabelo. O shampoo para cabelos tingidos aumenta a fixação do pigmento ao fio.Cabelos alisados X piscina: a combinação de cabelos alisados e água da piscina pode aumentar o ressecamento dos fios, desencadear o frizz e diminuição do brilho. Além disso, o alisamento pode durar menos tempo que o previsto (quando há exposição frequente a água da piscina).
Para combater esse problema é preciso utilizar leave-in e shampoo anti-resíduo (uma vez por semana). O leave-in protege os fios do contato com o cloro e outras substâncias presentes na água da piscina. O shampoo anti-resíduo faz a limpeza profunda do couro cabeludo.

Nenhum comentário: